You are currently viewing Transporte de cargas: o passo a passo na eventualidade de um sinistro

Transporte de cargas: o passo a passo na eventualidade de um sinistro

Quando precisamos acionar o seguro por quaisquer motivos, a seguradora tem um procedimento padrão a seguir. Isso garante o melhor atendimento ao cliente dentro da cobertura previsa em apólice.
Mas você sabe quais são os procedimentos que a seguradora realiza assim que recebe a notificação de um sinistro no transporte de cargas?
Neste post, falamos sobre isso! Continue lendo para saber mais.
 

Primeiro procedimento: atendimento do acidente

  1. Comunicação do sinistro pelo segurado ou pessoas envolvidas no evento, por meio do 0800 da reguladora;
  2. Reguladora chega no local do sinistro, procede à avaliação do mesmo, verificando o estado da carga, e define o destino da mesma juntamente com o procedimento de retorno;
  3. Assim que a corretora é informada, acompanha os procedimentos junto à Cia.;
  4. Em caso de alto grau de avarias, mercadorias consideradas como ‘salvados’, com autorização da Cia. e segurado, podem ser vendidas no local, com depósito direto ao segurado.

 

Segundo procedimento: coleta de documentação

  1. Após o atendimento do sinistro, inicia-se o processo de regulação e apuração dos prejuízos;
  2. A reguladora analisa a documentação coletada no atendimento e solicita ao segurado os documentos faltantes (listagem abaixo);
  3. Finalizado o processo, os documentos são enviados ao setor técnico da Cia. seguradora, para análise final;
  4. Estando o sinistro amparado pelas coberturas da apólice, segue para programação de pagamento, normalmente no prazo de até 15 dias;
  5. O valor do prejuízo é depositado na conta da transportadora, para que a mesma repasse ao dono da mercadoria e envie depois o comprovante para a corretora.

 

Documentos solicitados ao cliente para a entrada do seguro

Para regular e apurar todos os prejuízos ocorridos, o segurado precisa apresentar uma série de documentos. Eles são pedidos pela seguradora para o processo de ressarcimento. São eles:

  • Boletim de Ocorrência;
  • Declaração manuscrita do motorista sobre a ocorrência;
  • Número da Averbação;
  •  Conhecimento de Transporte;
  • Nota Fiscal da Mercadoria;
  •  Manifesto de Carga;
  •  Documentos do veículo;
  •  Documentos do motorista;
  •  Demonstrativo de prejuízos;
  •  Laudo do Departamento de Controle de Qualidade sobre as causas e consequências dos danos e motivos de eventual rejeição do lote;
  •  Fotos da Ocorrência / mercadorias avariadas.

Deseja fazer uma cotação para seguro de transporte de carga? Use nosso formulário interativo!