You are currently viewing Qual o impacto do Limite Máximo de Indenização em seu seguro

Qual o impacto do Limite Máximo de Indenização em seu seguro

Caro transportador, você já deve ter sentido a necessidade de proteger não só as cargas que estão sob sua responsabilidade, mas também a sua empresa e, consequentemente, a sua família. Não é verdade? Logo você chegou à conclusão de que precisa de uma apólice de seguro, mas você sabe o que é o Limite Máximo de Indenização (LMI)?

É justamente para isso que preparamos para você uma espécie de manual de sobrevivência, mas antes é importante você entender como funciona o seguro de transporte. Vamos lá?

Você sabe como funciona o Seguro de Transporte na prática?

Quando você emite um CT-e para o embarcador, a responsabilidade de entregar a carga no destino é sua, mas você sabe melhor que ninguém como é comum ocorrerem sinistros durante a viagem.

Os seguros de RCTR-C e o de RCF-DC visam justamente proteger a sua responsabilidade de transportador e, consequentemente, o seu patrimônio e o de sua família. Vamos exemplificar?

Exemplo 1 – Durante uma viagem, o motorista da sua transportadora foi abordado e os meliantes levaram a carga com o veículo. Você, transportador, comunica o sinistro, apresenta a documentação e a seguradora vai analisar as coberturas contratadas, o prejuízo apurado, o Limite Máximo de Indenização da apólice e, se devido for, o pagamento é feito diretamente aos respectivos embarcadores.

Exemplo 2 – Durante uma viagem, o motorista da sua transportadora perdeu o controle da direção e veio a tombar o veículo. Você, transportador, avisa a seguradora e a mesma irá enviar um prestador até o local para preservar a mercadoria, apurar o que ocorreu e fixar o prejuízo. A seguradora vai analisar as coberturas contratadas, o Limite Máximo de Indenização e, se devido for, a indenização também será paga diretamente aos respectivos embarcadores. Prático, não é?

Por onde começar?

Você já entendeu qual é o objetivo do seguro de transporte e como ele funciona, porém não sabe por onde começar? Nós vamos te ajudar.

O primeiro passo é pedir ajuda a um profissional especializado em seguro de transporte de carga, pois ele terá um papel fundamental em sua logística. Além de conhecer o Gerenciamento de Risco, ele vai auxiliá-lo a escolher as melhores coberturas e negociar as melhores condições e valores do Limite Máximo de Indenização e Limite Máximo de Garantia (LMG) para atender à sua necessidade.

No segundo passo, é muito importante que o profissional escolhido participe ativamente para identificar as coberturas que o mercado disponibiliza e seus respectivos limites. Por falar em limites, você sabe o que significa Importância Segurada, Limite Máximo de Indenização e Limite Máximo de Garantia?

Antes de explicar o significado desses limites, é importante deixar claro que os limites são discutidos durante a negociação da apólice. Estipular valores dos limites (LMG e LMI) é uma maneira de a seguradora limitar a responsabilidade dela, caso ocorra algum sinistro.

Importância Segurada (IS)

É o valor do objeto que a transportadora é responsável pelo transporte. Esse valor normalmente vem estampado na nota fiscal, principal documento que o transportador usa para emitir o CT-e. O envio dessas informações para a seguradora é conhecido como averbação.

Tome muito cuidado na hora de fazer a averbação, pois o valor do embarque (IS) não deve ser superior ao LMG. Independentemente do valor averbado, a indenização ficará limitada ao valor do LMG.

Limite Máximo de Garantia (LMG)

O Limite Máximo de Garantia é definido como a quantia máxima, fixada na apólice, que a seguradora assume em cada viagem de um mesmo meio de transporte, por acumulação de mercadorias e bens nos depósitos do segurado ou bens e mercadorias sob sua administração e/ou controle, previamente listados na apólice.

O LMG também é muito utilizado para limitar valores para coberturas adicionais (avarias particulares) e limpeza de pista.

 Avarias Particulares

Como você já sabe, o RCTR-C cobre apenas danos em decorrência de acidentes com os veículos transportadores. No entanto, os danos nas mercadorias podem ocorrer independentemente do acidente, não é verdade?

Dessa forma, muitas seguradoras oferecem coberturas adicionais mediante o pagamento de um prêmio adicional. No entanto, caso o transportador contrate as coberturas adicionais, a mesma terá um LMG.

As principais coberturas (avarias particulares) oferecidas ao mercado transportador são:

Quebra, Derrame, Vazamento, Arranhadura, Amolgamento, Amassamento, Queda da Mercadoria do Veículo Transportador, Água Doce ou de Chuva, Oxidação ou Ferrugem, Mancha de Rótulo, Contaminação ou Contato com Outras Mercadorias.

Limpeza de Pista

Você sabia que, caso a sua carga caia na rua, na estrada, em terrenos ou até mesmo em alguma reserva natural, a responsabilidade pela remoção é da transportadora?

Você pode dizer que já teve experiências anteriores em que a seguradora removeu a carga. Pois bem, isso acontece quando a seguradora percebe que a mercadoria possui um valor comercial, caso contrário ela simplesmente pode virar as costas.

O que poucas pessoas sabem é que algumas seguradoras oferecem uma cobertura adicional que lhe garante a remoção da carga/limpeza de pista, porém a indenização da mesma também estará limitada ao LMG.

Limite Máximo de Indenização (LMI)

O Limite Máximo de Indenização é a somatória de todas as indenizações e despesas ocorridas durante a vigência da apólice.

Diferença entre LMG x LMI

O LMG é tratado de forma individual. Cada sinistro terá um limite, seja ele por embarque, por acúmulo ou até mesmo por tipo de mercadoria. Por isso, tome cuidado, pois caso ocorra um sinistro com valor acima do garantido, a seguradora pode recusar a indenização.

O que é o Limite Máximo de Indenização (LMI) e como ele interfere em seu Seguro

Agora que você já entendeu o conceito do LMI e como ele funciona na prática, é necessário entender como ele interfere em seu seguro. Por isso, quando for contratar o seguro é muito importante fazer uma análise dos valores médios que são transportados e também analisar a sinistralidade da sua carteira nos últimos 12 meses para que o LMI e o LMG da apólice estejam adequados ao seu risco.

A precisão é fundamental, pois se você contratar um valor muito alto, estará contratando um serviço que você não utilizará, proporcionando desperdício de dinheiro. O inverso também pode ser problemático, pois se os valores estiverem aquém de suas necessidades, você estará em risco porque o limite contratado pode não ser suficiente para proteger todas as suas operações.

Em suma, o seguro tem que ser sob medida. Cada transportadora tem suas particularidades, e por esse motivo existem as condições particulares na apólice.

Como estipular o valor do LMI e do LMG na apólice de Seguro

O primeiro passo é conhecer bem a sua carteira, saber quais são as mercadorias, os valores transportados e os destinos mais comuns. Além disso, é muito importante que a transportadora faça um trabalho eficiente na gestão de riscos. Através dela, é possível apurar informações importantes, inclusive sobre os itens que influenciam no preço do seguro e também identificar os riscos que devem ser transferidos para a seguradora através de uma apólice de seguro.

Mediante um assunto tão complexo, saiba por que você precisa de uma corretora especializada em seguros para transportadoras!

Deixe um comentário