You are currently viewing Quais são os tipos de Seguro de Carga para Transportadoras?

Quais são os tipos de Seguro de Carga para Transportadoras?

Quando o assunto é seguro de carga para transportadores, uma questão que confunde muito o cliente é exatamente: qual tipo de seguro contratar? Isso acontece porque, especificamente nesse ramo de seguro, cada ramo é representado por uma sigla, o que pode gerar uma grande confusão para quem não está habituado a elas.

Neste texto, vamos facilitar a compreensão de quais são os principais produtos oferecidos para os transportadores de cargas e quais desses produtos o transportador deve ou não considerar contratar, dependendo da sua operação.

Seguro de Carga não é tudo a mesma coisa

Antes de detalhar os ramos específicos do seguro de carga para o transportador, é preciso entender que, quando falamos de seguro de carga, podemos abordá-lo sob duas óticas completamente diferentes. Diferenciar essas duas abordagens será essencial para que você descarte os produtos que não podem ser contratados por transportadores e foque sua atenção naqueles que realmente são feitos para este tipo de segurado.

A principal divisão feita pelo mercado de seguros é entre os produtos destinados ao transportador, que é o que iremos abordar mais adiante, e os produtos feitos para o embarcador.

Quando falamos de seguro de carga para embarcadores, estamos nos referindo aos donos da carga, ou seja, a quem a fabricou ou a está comercializando e precisa transportar essa mercadoria de um ponto para outro. Pode ser da fábrica para o centro de distribuição, do centro de distribuição para a loja, ou mesmo da fábrica até a casa do cliente.

Quando falamos de seguro de carga para transportadores, o segurado nunca será o dono da carga e sim um terceiro responsável pelo transporte daquela carga entre os pontos acima, ou seja, os transportadores. Nessas modalidades de seguros, a relação entre a carga e o segurado é de responsabilidade e não de propriedade. Isso significa que a carga não é do transportador, ele apenas é responsável por ela durante sua coleta até a entrega ao destinatário.

Essa diferença é essencial para que comecemos a clarear nossa visão sobre as apólices de seguro, ou seja, quais ramos o segurado transportador deve avaliar se irá ou não contratar.

Os tipos de Seguro de Carga para transportadores

Existem muitos tipos de seguro de carga voltados para atender ao transportador. Essa grande variedade decorre principalmente da grande complexidade que pode ter uma operação de transporte.

Se separarmos somente por modal de transporte, já teremos cinco tipos de transportes: aquaviário, terrestre, aéreo, ferroviário e dutoviário.

Cada um desses modais possui características e riscos próprios e são atendidos por um tipo de seguro de carga específico.

Como a imensa maioria dos transportadores atuantes no país foca suas soluções nos modais rodoviários e aéreos, focaremos também nossa análise dos tipos de seguro nesses modais, passando pelos principais produtos voltados para esse transportador.

RCTR-C: o Seguro de Carga obrigatório

O seguro mais procurado e contratado pelo transportador rodoviário de carga é, sem dúvida, o de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga (RCTR-C).

Essa grande procura por parte dos transportadores ocorre porque essa apólice é de contratação obrigatória para toda empresa de transporte rodoviário de carga e também porque ela é essencial para proteger o transportador de prejuízos causados à carga durante o transporte.

A cobertura básica do RCTR-C cobre os prejuízos causados à carga de terceiros, decorrentes de acidentes rodoviários durante a operação de transporte dessa carga.

São exemplos de acidentes rodoviários: colisões, abalroamentos, tombamentos e incêndio do veículo transportador.

Vale lembrar que, por ser um seguro obrigatório, suas cláusulas tendem a ser mais simplificadas e seu custo também não é alto.

Dentro do seguro de RCTR-C, o transportador pode ainda contratar coberturas acessórias, como a de avarias, que poderá cobrir uma série de prejuízos à carga, sem que haja a ocorrência de um acidente rodoviário, como a quebra da mercadoria ou a infiltração de água na carga.

RCF-DC: o Seguro de Carga contra roubo

O segundo seguro de carga mais contratado é, sem dúvidas, o de Responsabilidade Civil Facultativa pelo Desaparecimento de Carga (RCF-DC).

Em complemente ao seguro obrigatório, esse ramo visa cobrir os eventos de roubo, furto e apropriação indébita da carga.

Infelizmente, devido à grande incidência desses eventos, o RCF-DC é um seguro que, além de apresentar um custo maior que o obrigatório, também exige do transportador a adoção de medidas para proteção da carga contra a ação de quadrilhas especializadas, como rastreamento do veículo, consulta do motorista e escolta.

É importante lembrar que o transportador que deseja contratar a apólice de RCF-DC deve, obrigatoriamente, possuir uma apólice de RCTR-C já contratada, não sendo possível a contratação apenas para os riscos de roubo, furto e apropriação indébita.

RCTA-C: o Seguro para transporte aéreo

Outra modalidade de transporte muito utilizada no Brasil é o transporte aéreo de cargas. Para essa modalidade, o transportador pode contratar um seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Aéreo de Carga (RCTA-C).

Esse ramo é específico para empresas que atuam com o deslocamento de cargas através de aeronaves, dentro do território nacional, seja exclusivamente através dessa modalidade ou como uma parte da operação de transporte, quando o transportador realiza uma primeira parte da operação através do modal rodoviário, uma parte intermediária aérea e uma última parte rodoviária.

Para contratar essa apólice, a transportadora deve estar apta – junto aos órgãos governamentais de controle de trafego aéreo – e apresentar a documentação dessa regularidade para a seguradora.

A importância do corretor de seguros

Esclarecida a sopa de letrinhas que o seguro de carga é para o transportador, vale lembrar que, contratar um seguro, é uma forma de proteger sua empresa e, em se tratando de proteção, é preciso saber exatamente o que você está contratando, quais as coberturas e as exigências da seguradora, para não prejudicar uma futura indenização.

Por isso, contar com a consultoria de um corretor especializado é mais que necessário. Através dele você poderá detalhar os processos da sua transportadora e escolher o melhor seguro de carga para a sua empresa.

Agora entenda a importância do Seguro de Transporte no Gerenciamento de Risco.

Deixe um comentário