You are currently viewing Exigências das Seguradoras para o Transporte de Cargas Perigosas

Exigências das Seguradoras para o Transporte de Cargas Perigosas

Você já está cansado de saber que a área de logística é uma áreas das mais dinâmicas que existem na economia, mas quando falamos de Transporte de Cargas Perigosas o assunto fica bem mais complexo. Ocorre que para este tipo de carga o risco é muito maior e, com isso, as legislações, ou seja, as leis que regulam este tipo de operação são mais rígidas que as demais. 

Antes de entrar nos detalhes relacionados ao seguro para este tipo de transporte, é importante definirmos e entendermos por que o Transporte de Cargas Perigosas possui mais risco que os demais transportes. Em um primeiro momento pode parecer um tanto quanto óbvio mas quais são os fatores que envolvem uma operação como esta? 

Em primeiro lugar, existe um risco relacionado à saúde e vida dos próprios colaboradores que participam da operação. Quando falamos de Cargas Perigosas, estes perigos podem ser de diversas natureza, tais como: risco à saúde, risco de incêndio, explosões ou contaminações, entre outros. Portanto, um colaborador que está participando de uma operação com um produto que pode colocar em risco a sua saúde precisa estar ciente deste risco. 

Depois de preservarmos a integridade física destas pessoas precisamos pensar nos demais fatores que podem levar a um incidente com cargas perigosas. Normalmente os primeiros riscos que vêm à nossa mente são os de explosão e incêndio. 

Cargas que possuem uma característica física que lhes permite ser um combustível em caso de incêndio ou mesmo de iniciar um sem qualquer interferência externa, aquelas que têm autocombustão, podem representar um risco não somente para os colaboradores mas para as pessoas que estiverem trafegando ou passando próximas ao veículo lembrando que, pela legislação atual, quem causa um prejuízo a outra pessoa é obrigado a repará-lo.  

Mas existem riscos que são pouco abordados pois geram um impacto um pouco menos impressionante que um incêndio ou uma explosão, mas são tão ou mais perigosos que estes. Estamos falando dos riscos de contaminação do ambiente, também chamados de riscos ambientais. 

Como uma tendência geral, os riscos ambientais têm se tornado cada vez mais importantes, uma vez que a legislação tem protegido cada vez mais o meio ambiente de ações que possam degradá-lo. Neste cenário, o transportador, além de arcar com os prejuízos causados a outras pessoas decorrentes dos riscos já mencionados, deve também responder ao Estado pelos danos causados ao meio ambiente. 

É importante lembrar que os riscos acima não se excluem uns aos outros, e um evento de incêndio, pode gerar uma consequência ambiental. 

Ou seja, se você trabalha com Transporte de Cargas Perigosas, é preciso entender os riscos acima e, a partir daí, se proteger com diversas medidas que, hoje, estão bem mais acessíveis ao transportador. 

Cuidados necessários para o Transporte de Cargas Perigosas 

Como já mencionado, o Transporte de Cargas Perigosas é regulado de forma mais próxima pelo legislador e, por isso, o transportador que tem este tipo de carga em sua operação deve tomar alguns cuidados com vistas às exigências de cada um dos órgãos competentes. 

Sendo o transporte em território nacional é preciso atentar às regras da Polícia Federal, Exército e Polícia Civil. Estes três entes publicam e atualizam constantemente regras sobre o Transporte de Cargas Perigosas para tornar a operação mais segura e evitar acidentes. Todas as regras podem ser acessadas, seja nos sites de cada um deles ou mesmo pessoalmente. 

Vale lembrar que estes órgãos podem ter o poder de multar o transportador e suas exigências devem ser cumpridas integralmente. 

Do ponto de vista ambiental, existe também regulamentação por parte do IBAMA, entre elas Licença Especial de Trânsito de Produtos Perigosos, que determina uma série de medidas para proteger o meio ambiente de um acidente com este tipo de carga e, acontecendo este acidente, reduzindo ao máximo as suas consequências. 

Uma forma de identificarmos facilmente que um veículo está transportando uma carga perigosa é verificar se ele possui um número de risco fixado na parte externa. Este número é padronizado em uma placa laranja com número pretos que você com certeza já viu na estrada. Com esta identificação, os profissionais que atenderão a um acidente identificarão facilmente qual é o produto e saberão quais medidas tomar. 

E como fica o seguro para Transporte de Cargas Perigosas 

Atendidas todas as legislações, resta a dúvida sobre como fica o seguro de carga no caso de Transporte de Cargas Perigosas.  

Bom, se a carga apresenta um risco maior que as demais, a seguradora também terá interesse de analisar este risco de uma maneira mais detalhada, uma vez que ela pode vir a ser acionada em caso de um acidente, um incêndio ou mesmo uma explosão durante o percurso. 

O principal ponto que as seguradoras exigem de toda transportadora é exatamente o cumprimento de todas as regras citadas acima. 

Para ter cobertura em qualquer apólice de seguro, o segurado não pode descumprir qualquer legislação e esta lógica também é aplicada no caso do seguro de Transporte de Cargas Perigosas. 

Um exemplo prático é que, quando selecionado para fazer o Transporte de Cargas Perigosas, o motorista deve ter a certificação MOPP que garante que aquele profissional conhece os riscos inerentes à operação com produtos perigosos e sabe quais atitudes tomar em caso de sinistro para minimizar os impactos. 

Além do seguro tradicional 

Outro ponto importante é que as apólices de seguro de transporte normalmente visam cobrir apenas a carga transportada. Para também estar protegido em relação aos custos de limpeza de pista, redução dos impactos ambientais, entre outros, existe um ramo de seguro específico que deve ser contratado separadamente da sua apólice de transporte: o Seguro de Responsabilidade Civil Ambiental. 

Se você ainda está com dúvidas e inseguro em relação às exigências da sua seguradora para Transporte de Cargas Perigosas, não deixe de consultar o seu corretor de seguros e entender todos os detalhes da sua apólice. Contar com um corretor especializado no ramo de transporte pode fazer toda a diferença e oferecer a tranquilidade necessária. Sabendo dos riscos, você é capaz de se proteger através de uma apólice completa!  

Deixe um comentário