You are currently viewing Como Transportar Cargas de Veículos

Como Transportar Cargas de Veículos

Para o transporte rodoviário de cargas no Brasil, cada transportador acaba se especializando em seu nicho de negócios, no qual sua experiência conta muito para que o objetivo principal seja realizado: a entrega no tempo certo e nas condições combinadas com o cliente. Entre os tipos de transporte de cargas na cadeia logística, vamos explicar como transportar cargas de veículos, etapa essencial para que os veículos automotores sejam transportados das fábricas para as respectivas lojas em perfeito estado, garantindo dessa forma a satisfação do cliente.

O nosso país, com suas medidas continentais, tem longas distâncias a serem percorridas e, para isso, os transportadores necessitam de motoristas treinados e equipamentos devidamente aptos para transportar cargas de veículos. 

Neste artigo, demonstraremos as particularidades dos tipos de veículos, as legislações vigentes do transporte rodoviário e como gerenciar os riscos na operação logística.

A história do transporte rodoviário

No período da Segunda Guerra, ocorrido entre 1939 e 1945, tivemos um período de crescimento da industrialização no Brasil, pois o país passou a encontrar dificuldades para importação de matérias-primas, equipamentos pesados e demais bens, necessitando de maior integração entre os Estados. Pouco a pouco, foi implantada a malha rodoviária nacional.

Com o Governo do presidente Juscelino Kubitschek, que governou nosso país entre 1956 e 1961, foi criada a política de estímulo à fabricação de veículos automotores.

Com a escolha do governo pelo modal rodoviário, tivemos redução significativa dos demais modais, como o ferroviário e o hidroviário, com os investimentos sempre voltados para a construção de rodovias em todo o país.

Nos demais países, percebemos uma melhor distribuição dos modais de transporte.

Resolução Nº 735/2018

É a resolução que estabelece os requisitos necessários para a circulação de Combinação para Transporte de Veículos (CTV), sendo que este é fabricado somente para o transporte de veículos automotores e Combinação de Transporte de Veículos e Cargas Paletizadas (CTVP). Esse equipamento, além do transporte de cargas de veículos, pode realizar transporte de produtos paletizados, desde que estejam devidamente acondicionados.

Para entendimento sobre as responsabilidades e atribuições dos órgãos, abaixo discriminaremos sobre o que temos no Brasil.

Órgãos Normativos

Como o próprio nome diz, são estes órgãos que criam as normas de trânsito vigentes em nosso país, como:

CONTRAN

É o órgão máximo, que regula a política nacional e coordena o Sistema Nacional de Trânsito. Esse departamento é o responsável pela regulamentação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), criando assim as resoluções vigentes em nosso país.

O Contran estabelece as normas e diretrizes para o devido funcionamento da:

  • CETRAN: representante do CONTRAN em cada estado.
  • CONTRANDIFE: representante do CONTRAN no Distrito Federal.

Órgãos Executivos

São os órgãos que têm autonomia técnica e administrativa no Brasil e têm como função realizar o cumprimento das legislações de trânsito através de fiscalização. Para garantir o cumprimento das leis referentes a transportar cargas de veículos, temos:

DENATRAN 

É o Departamento Nacional de Trânsito, responsável por realizar a supervisão dos departamentos estaduais para cumprimento das normas e resoluções determinadas pelo Código de Trânsito Brasileiro.

DNIT

Conhecido como Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito, é o responsável pela fiscalização, construção e manutenção em qualquer modal.

PRF

Em todas as rodovias federais, temos a fiscalização desse órgão conhecido como Polícia Rodoviária Federal. A PRF realiza patrulhamento e policiamento em nossas rodovias federais.

DETRAN

O Departamento Estadual de Trânsito é responsável pelo cumprimento das leis de trânsito no local que lhe é atribuído.

DER

O Departamento Estadual de Rodagem é responsável pela administração do sistema rodoviário estadual. 

Departamento Municipal de Trânsito

São responsáveis pela fiscalização e administração do trânsito nas cidades. Em cada uma eles têm seu nome específico, como CET, em São Paulo/SP e no Rio de Janeiro/RJ.  

Requisitos de Segurança

Para transportar cargas de veículos, temos requisitos necessários para garantir a segurança em sua circulação. Seguindo essas regras:

Liberações sem Autorização Especial de Transporte

  • CTV: altura até 4,7 metros.
  • CTVP: altura até 4,7 metros.

Limites máximos conforme art. 3º

  • Altura: máximo de 4,95 metros.
  • Largura: 2,6 metros, podendo ser de até 3 metros quando for destinado ao transporte de ônibus, caminhões e seus chassis.
  • Peso Bruto Total (PBT): nesse item temos diversas particularidades. Recomendamos a leitura do peso por eixo conforme Resolução do CONTRAN.
  • Comprimento – Considera-se:
    • Veículos Simples com 14 metros.
    • Veículos Articulados para 23 metros, considerando que a distância entre eixos não tenha ultrapassado 18 metros.
    • Veículo com reboque: 23 metros. 

Como transportar cargas de veículos

A seguir, mostraremos os principais tipos utilizados para transportar cargas de veículos e quais são suas finalidades.

Caminhão-cegonha

Essa composição para transportar cargas de veículos é a mais conhecida por todos nós, sendo a mais eficiente para curtas ou longas distâncias. A maioria dos modelos tem a capacidade de até 11 automóveis.

Esse veículo possui limite de velocidade nas rodovias: até 80 km/h. As informações das dimensões do conjunto devem ser afixadas na parte traseira do caminhão. Além disso, devem dispor de luzes laterais, respeitando a distância de 3 metros.

Para operar o sistema da carreta, o motorista deve tomar o máximo de cuidado, pois a carreta contém dois pisos de inclinação e seu funcionamento é através de mecanismos hidráulicos.

A carga deve ser bem fixada através de cintas e proteções para os veículos. Para esse transporte, em virtude das suas medidas, o transportador necessitará da Autorização Especial de Trânsito (AET).

Quanto às documentações pertinentes ao veículo, o motorista também necessita de:

  • Carteira – Categoria E.
  • Curso de condução de veículos de cargas indivisíveis – Curso de 50 horas, com certificação de 5 anos após a sua aprovação.  

Caminhão plataforma

Esse veículo é muito conhecido por transportar cargas de veículos e, até mesmo, caminhões. Para isso, dependerá do tamanho da sua carroceria. A plataforma possui até 7 metros.

Esse veículo é utilizado para serviços de leva e traz de automóveis, retirando e devolvendo os veículos dos usuários em suas residências. É também utilizado em resgates, em virtude do seu tamanho, e possui maior mobilidade, podendo transitar na maioria das vias nas cidades através de uma concessão especial. O caminhão cegonha possui restrições em bairros nas grandes cidades. 

Quanto às documentações pertinentes ao veículo, o motorista também necessita de:

  • Carteira – Categoria D.

Caminhão com carreta prancha

Esse tipo de equipamento é utilizado para transportar cargas de veículos, inclusive alguns pesados, como caminhões, ônibus e máquinas. Em relação ao tamanho, varia de 7 a 20 metros.

Conforme a foto acima, vemos que o veículo fica sob a prancha, lembrando muito o caminhão plataforma.

Dependendo das suas medidas, o transportador necessitará da emissão de AET para o seu transporte.

Seguros

Para a devida cobertura securitária, conte sempre com uma corretora de seguros especializada. Lembre-se que, para transportar cargas de veículos, deve haver essa opção de carga na apólice de seguro.

Gerenciamento de Risco

O Gerenciamento de Risco é uma ferramenta extremamente importante para o cumprimento das regras de sua apólice, pois garante que, mesmo em caso de eventos adversos, o transportador tenha a reparação do seu dano.

Saiba como informar averbação no seguro de transporte de cargas.

 

Deixe um comentário